4° Encontro de Crespas e Cacheadas de Limeira apoia diversidade cultural e aguarda grande público

Por Naná Campos

Dia 26 de novembro às 11h no Parque Cidade de Limeira acontece o 4° Encontro de Crespas e Cacheadas de Limeira. Realizado anualmente, o evento é aberto e gratuito ao público de Limeira e região.

Sob realização do blog Precisamos Falar e apoio de Rô Company Cabeleireiros, Kupula Hip Hop Inteligente, Sander Sorvetes, CECON Contabilidade, Preto Beauty e Prefeitura Municipal de Limeira, o evento contará com oficinas de maquiagem, tranças, exposição de telas, grafite, roda de conversa, apresentações musicais e praça de alimentação.

22528452_1481303611904670_5756742236991097976_n.jpg

O objetivo do 4° Encontro de Crespas e Cacheadas de Limeira é a conscientização, aceitação e autoestima da população negra em geral. “Apesar de ser um evento focado para crespas e cacheadas, ele é aberto a receber todos os biótipos, etnias, grupos, pois temos como um dos objetivos o apoio à diversidade cultural”, explica Rosangela Venancio, cabeleireira, proprietária de Rô Company Cabeleireiros em Limeira e organizadora do evento.

Além de Rosangela, o 4° Encontro de Crespas e Cacheadas de Limeira conta com mais sete mulheres em sua organização que são Poliana Venancio, Patrícia Casãna, Jeane Santos, Dayane Moraes, Cassiana Venancio, Adriana Marabez e Caroline Venancio.

“Esse encontro nasceu do desejo de algumas amigas se encontrarem para trocarem “figurinhas” sobre cabelos, no entanto, foi tomando uma magnitude que esse encontro já não poderia ser feito na casa de uma pessoa – que era a ideia inicial. Houve a necessidade de um espaço maior e assim pensamos do evento ser realizado no Parque Cidade de Limeira”, conta Rosangela.

23559919_1506795192688845_6976548273516078336_nOrganizadoras do 4° Encontro de Crespas e Cacheadas de Limeira. Foto: Honorato Studio Fotográfico

 

Aprovado pela Câmara Municipal de Limeira em maio deste ano, o Encontro de Crespas e Cacheadas de Limeira consta no Calendário Oficial de Eventos do Município através do Projeto de Lei n° 9/2017 de autoria do vereador Darci Reis (PSD) e o mês de novembro foi escolhido em referência ao Dia da Consciência Negra. A primeira edição do evento ocorreu em 2014, envolvendo cidades vizinhas como Araras, Americana e Piracicaba, além da capital São Paulo.

A programação completa do 4° Encontro de Crespas e Cacheadas de Limeira pode ser conferida no link https://www.facebook.com/events/1254536201318208/.

 

SERVIÇO

4° Encontro de Crespas e Cacheadas de Limeira

Data: 26 de novembro de 2017

Horário: 11h

Local: Parque Cidade de Limeira – Rua João Kühl Filho, 461, Vila São João, Limeira/SP

Entrada: gratuito e adequado para crianças

Contato: https://www.facebook.com/crespascacheadaslimeira/

https://www.facebook.com/groups/424855294330693/

 

Anúncios

Efeito Build Up

Oi, pessoal! Tudo bem com vocês?

Hoje vamos falar sobre o Efeito Build Up. Mas o que é isso, afinal?

O Efeito Build Up é o acúmulo de resíduos de produtos que acumulam nos fios de forma excessiva, deixando-os com aspecto de “cabelo sujo” e evita que os nutrientes ajam na fibra capilar.

Efeito Build Up: Por que acontece?

Com o tempo é normal que os produtos que utilizamos acumulem nos fios, mas em excesso, esse acúmulo pode causar muitos danos ao cabelo. Isso acontece quando não lavamos o nosso cabelo corretamente, utilizamos produtos em excesso sem retirar dos fios ou mesmo pela ação natural das glândulas sebáceas.

Consequências do efeito Buid Up

O acúmulo constante desses resíduos deixa o cabelo pesado, oleoso e opaco. Forma-se uma camada que evita que os nutrientes ajam nos fios, deixando-os fragilizados, ressecados e quebradiços.

Efeito Build Up: Como se livrar?

  • Lavar corretamente os fios

É muito importante lavar os fios corretamente para retirar todos os resíduos acumulados.

COMO-LAVAR-O-CABELO-CACHEADO-CORRETAMENTE-02.png

  • Desintoxicar os fios e o couro cabeludo
  • Evitar usar produtos que possuam parafina, petrolatos, parabenos e silicones insolúveis com frequência.

Caso utilize, utilizar shampoo antiresíduos pelo menos uma vez por mês.

Como Evitar?

  • Enxágue bastante o cabelo (principalmente após o uso de condicionadores e máscaras). O ideal é retirar TODO o produto dos fios.
  • Utilize produtos apenas no comprimento e nas pontas. Na raiz apenas produtos para Co-wash, tônicos e shampoos.

 

Por hoje é só, pessoal. Se vocês curtiram o post, compartilhem com quem é cacheado, crespo ou curte cuidar melhor de suas madeixas!

Beijo da Naná.

 

Volto em breve!

back

Queridos e queridas,

Estou me mudando de casa e ficarei sem internet por tempo indeterminado, porém não esquecerei de vocês! Assim que eu retornar, terão minhas postagens novamente. Enquanto isso, aproveitem para seguir as dicas de cabelos cacheados e crespos que até o momento passei pra vocês e também as postagens da nossa amada Thayza Pereira e do nosso colaborador Pedro Henrique.

O BLOG CONTINUA E EU VOLTO EM BREVE! Beijo beijo 😉

Naná Campos.

Fator encolhimento nos cabelos NUNCA MAIS!

Olá, plantonistas do blog!

O fator encolhimento incomoda você também? Aprenda uma nova técnica a partir de agora nessa publicação!

1

Percebo por aí muitas mulheres incomodadas com o fator encolhimento em seus cabelos, principalmente o cabelo tipo 4 (para saber qual seu tipo de cabelo, clique aqui), que chega a encolher até 75% do seu comprimento. Se isso te incomoda não se desespere, pois existe uma técnica de finalização que pode te ajudar muito.

O Método Banding diminui o fator encolhimento sem fonte de calor e é muito usado pelas blogueiras gringas.

Aqui no Brasil a maioria das cacheadas e crespas direciona o ar quente do secador na raiz do cabelo para ganhar mais volume, mas esse não é um processo saudável para os fios.

A ideia do Banding é simples: diminuir o fator encolhimento por tração. A técnica consiste em dividir o cabelo em várias partes (ou prendê-lo em um rabo de cavalo, se for possível) e envolver todo o comprimento das mechas com elásticos.

2

Método Banding – conta apenas com a ajuda de elásticos nas mechas e assim, deixá-las mais próximas de seu tamanho real

MÉTODO BANDING PASSO A PASSO:

3

1 – Depois de lavar e desembaraçar o cabelo, aplique o creme de pentear de sua preferência e divida em, no mínimo, 4 seções – quanto maior a quantidade de mechas, maior será a diminuição do fator encolhimento;

2 – Pegue uma das mechas e prenda-a com um elástico sem dar muitas voltas. Depois – dando espaços de, aproximadamente, dois dedos -, vá adicionando novos elásticos até chegar às pontas. Se preferir, para agilizar o processo, você também pode pegar uma headband para criar os gominhos no comprimento usando apenas um acessório;

3 – Como é preciso ficar algumas horas com os fios presos, uma boa dica é deixar para fazer a técnica antes de dormir. Por isso, para impedir que as mechas acabem se desmanchando durante a noite, envolva todo o cabelo com um lenço ou uma touca de cetim;

4 – Na manhã seguinte, retire o elástico com cuidado, puxando a raiz na hora de soltar as mechas para garantir que os cachos fiquem mais soltos e com mais volume;

5 – Deposite um pouco de óleo capilar nas mãos e aplique-o no comprimento;

6 – Por fim, amasse as pontas de baixo para cima para ajudar a estimular os cachos e pronto: cabelo bonito e com um menor fator encolhimento sem uso de fonte de calor.

Lembretes importantes:

  • Para evitar a quebra dos fios, hidrate e desembarace bem o cabelo antes de começar.
  • Não dê muitas voltas com o elástico, principalmente se o seu cabelo for fino.
  • Deixe, pelo menos, 2 dedos das pontas de cada mecha do cabelo sem elástico para preservar o cacho das pontas.

Gostaram da postagem? Então curtem e compartilhem nas redes.

Nos vemos na próxima! Até mais 😉

Naná Campos.

Imagens: Google.

Alisamento X cabelo natural

progressiva

Olá, olá, olá!

Você já alisou o cabelo? Já passou por transição capilar (do cabelo liso para o cacheado/crespo)? Já pensou se quando acabar a “moda” dos cabelos cacheados e crespos você vai alisar seu cabelo novamente?! Há ainda um tabu em falar de alisamento, transição, cabelo cacheado/crespo e acho necessário falarmos disso.

Para você que alisa o cabelo: já parou pra pensar porque você o alisa? Um dos principais motivos de alisarmos o cabelo é porque – segundo os padrões de beleza impostos pela cultura de nossa sociedade – é higiênico, socialmente aceitável, supostamente mais fácil de cuidar, arrumado. Mas esse fato não te faz pior e nem melhor que ninguém, okay?

A ideia principal é rasgar os padrões de beleza e destruí-los, então sempre defenderei a liberdade e autonomia de usarmos nosso cabelo da maneira que quisermos – seja alisado ou natural.

progressivaaaaa

Alisar pode danificar os cabelos?

Geralmente muitos procedimentos de alisamento são à base de ativos fortíssimos que além de serem superagressivos para os fios, também são prejudiciais à saúde, por isso todo cuidado é pouco! Formol jamais! Procure um profissional de sua confiança e ele lhe indicará a química mais adequada para o seu cabelo, certo?

Já faz tempo que ouvimos falar que cabelo liso é prático e bem mais fácil de cuidar e essa ideia motivou várias pessoas a alisar seus cabelos né? Maaaaas na realidade não é tão mais prático assim. É só partimos do pensamento de que todo cabelo requer cuidado. Já viram quantos tratamentos existem pra cuidar do cabelo natural? Agora imaginem um cabelo com química! Pois é…

O tratamento deve ser dobrado, porque o cabelo alisado sofre uma transformação e ele precisa ficar bem tratado até a próxima química e manter um aspecto saudável, afinal, não está em sua forma natural. Para manter cabelos lisos, geralmente usa-se fonte de calor como secador e a chapinha (Tem uma galera viciada em chapinha. Cuidado!).

Depois disso tudo, podemos dizer que cabelo liso é mais prático? Acho que não, né?

negra

morenabranca

Voltando à autonomia, lembre-se que o cabelo está na sua cabeça e escolher alisá-lo não te faz uma pessoa ruim, feia, fora de “moda” ou até mesmo inferior às que tem o cabelo cacheado ou crespo. E assumir o cabelo natural vai além da estética – eu considero um ato de resistência. Mas não permita que nenhuma pessoa lhe diga como usar o seu cabelo. Vale a sua autoestima elevada. Exercite sua autonomia!

Espero que tenham gostado da publicação. Até a próxima!

Beijo, abraço e aperto de mão!
Naná Campos

Imagens: Google

 

Erros mais comuns ao cuidar dos cabelos cacheados e crespos

Olá, leitores de plantão!

Já tem muita gente por aí falando sobre cuidados com as madeixas, técnicas de finalizações, hidratações para nossos cachos e afins. Não! Isso não é ruim (inclusive ainda posso vir a falar disso tudo ou mais por aqui!), porém que tal falarmos agora sobre nosso cuidado dia a dia com os fios?

Tem sido recorrente cuidar dos cabelos. Mas de vez em quando pensamos que estamos cuidando e na realidade estamos maltratando nossa cabeleira. Já parou pra pensar se já errou ao cuidar dos seus cabelos? Se sim, buscou ajuda? Perguntou a alguém se o que havia feito com seus fios estava correto? Essas são questões importantes caso haja dúvidas no cuidado com os cabelos.

Bom, existem muitos erros que cometemos, mas vou citar aqui os mais comuns e que até sem querer fazemos e que a partir de agora espero que nenhum de nós erremos mais, okay?

hidratacao-para-cabelos-cacheados-com-oleo-de-ricinoimagem: Google

  • “Eu lavo o cabelo todos os dias!”: Mesmo que o seu cabelo seja oleoso, pode ser prejudicial lavá-lo todos os dias – tanto aos fios quanto ao couro cabeludo. Além de modificar o Ph do cabelo, impede que os óleos produzidos naturalmente pelo nosso corpo permaneçam nos fios. Então é importante uma pausa de no mínimo 1 dia entre as lavagens – 3 lavagens por semana já é muito.
  • “Cabelo bem cuidado é cabelo molhado!”: Não! Cabelo bem cuidado não necessariamente pede água para ajeitar os fios “rebeldes” – seja em borrifadas ou uma passadinha de mãos molhadas sobre os fios. Evite molhar o cabelo fora do momento da lavagem. O cabelo, quando molhado, se encontra em seu potencial máximo de elasticidade e isso em excesso o deixa frágil e fácil de quebrar.
  • “Cabelo arrumado é cabelo preso!”: Não! Não confunda cabelo arrumado com cabelo preso. Prender o cabelo tem de ser uma opção e não uma obrigação.
  • “Quanto mais creme, melhor!”: Socorro! Usar muito creme é tão ruim quanto não usar um creme finalizador. Cabelo com muito creme fica com aspecto sujo e faz com que os fios pesem, impedindo os cachos de se formarem corretamente, além de dificultar a secagem dos fios produzindo danos como mofo e quebra.
  • “Não acho necessário hidratar meu cabelo.”: Ei! É necessário hidratar o cabelo sim – claro, se quiser ter um belo cabelo cacheado ou crespo você valorizará a hidratação. Investir em hidratações semanais com produtos específicos deixarão seu cabelo melhor e assim os finalizadores terão o efeito realmente esperado. Não permita que a preguiça ou a falta de vontade te impeça de cuidar dos seus cabelos. Obs.: muitas pessoas não gostam de cuidar do cabelo e acham que os finalizadores resolverão seus cabelos e oh…não é nada disso aí hein!

 

Cabelos cacheados e crespos são volumosos, assimétricos, ressecados e delicados; tais fatores são características e não defeitos! Inclusive se você enxergou algum desses fatores como defeito, acabou de demonstrar que há de sua parte a não aceitação e a busca incessante por corrigir o que sequer deve ser encarado como correção e sim como cuidados adicionais.

E cuidados adicionais não são difíceis. O difícil é não cuidar! Um exemplo é a hidratação: hidratar os cabelos será difícil se a pessoa buscar um tratamento que acabe definitivamente com o ressecamento dos fios. Sempre será difícil se o objetivo for eliminar aquilo que é a característica própria do seu cabelo.

Bora tentar não cometer esses erros e força na peruca! Ops, nas madeixas!

 

Beijo, abraço e aperto de mão!

Naná Campos

fb.com/nanacamposart

instagram: @nanacamposart