Aceitando meus Cachos

Olá, leitores de plantão!

Como já sabem, sou Naná Campos e hoje venho contar minha história sobre minha cabeleira.

Desde pequena sempre tive cabelo cacheado. Cresci com o cabelo cacheado e gostava dele, mas não tanto quanto hoje. Na verdade, eu tinha um pouco de resistência ao aceitar meu cabelo.

Bom, eu cresci e meu cabelo cresceu também, como podem ver nesta foto:

15135513_1013061835469828_1570703538_n

Cheguei na adolescência…que fase! A gente quer fazer tudo diferente, tudo que nunca fizemos, tudo que pode chamar a atenção de tudo e de todos (risos). Foi então que resolvi colocar dreads de lã:

15049910_1013061845469827_208215150_n

Aproveitei bem os dreads de lã, até acontecer um acidente. Fui inventar de usar um gel logo que coloquei os dreads de lã para as pontinhas do cabelo da frente não ficarem arrepiados. O gel não tinha nome, marca, informações, nada escrito! Fui retirar os dreads de lã e meu cabelo deu um nó de ter de retirar em salão e ficou todo quebrado, sem forma, enfim…horrível. Não tive opção a não ser alisar, e então dá-lhe escova progressiva na cabeça (fiquei muito mal, porque eu até gostava do meu cabelo!). Obs.: em hipótese alguma utilizem qualquer produto sem informações na embalagem. Se não houver informações, correrão o risco de estragar o cabelo de vocês!

Eu acabei me acostumando com o liso e por uns 6 anos mantive alisado – depois de tanto tempo já não lembrava mais de ter meus cachos de volta. Mais tarde resolvi fazer 12 dreads com meu próprio cabelo (que se faz com agulha de crochê). Não durou quase nada: uns 6 meses por aí – achei que duraria mais tempo…(risos)

15129796_1013061852136493_1401452679_n

No início de 2014, eu tomei a decisão de mudar radicalmente: cortar o cabelo curto e mantê-lo natural. Eu nunca tinha tido cabelo curto natural e há muito tempo não sabia o que era ter cachos, mas repentinamente ousei.

Os anos foram passando, o cabelo natural crescia, eu cortava, depois mantinha o crescimento e a vida seguia. Eu tinha certeza a cada dia que cortar foi minha melhor escolha, porque eu me sentia de verdade, eu me sentia Naná, eu me reconhecia no espelho, sem medo de ousar, de realmente ser feliz com minha aparência! Se lembram no início do texto que eu tinha certa resistência ao meu cabelo natural? Essa resistência trocou de lado. Hoje resisto pra manter meu cabelo natural, não me sinto mal, nem inferior, nem ‘neurótica’ em ter de passar a mão nos cabelos para diminuir o volume. Hoje o que mais amo é volume! E dá-lhe volume rsrs…

15057899_1013061848803160_1113842648_n

Por isso, se você sente receio, medo, vergonha em mudar seu cabelo, primeiro é preciso que você o aceite como ele é naturalmente – caso contrário nada dará certo. Se houver aceitação, tudo fica mais fácil. A aceitação te dará toda coragem pra mudar e até ousar nos fios – seja lá a mudança que for. Quero deixar claro que, se você tem cabelo cacheado e/ou crespo natural e se sente bem com cabelo alisado artificialmente, com dreads, curto, comprido, não tem problema nenhum! Se você é feliz como está, então ótimo! Se pretende mudar, ótimo também. O mais importante é: tenha a coragem de ser o que se quer ser, independente de situações, pessoas, lugares, etc. Seja você como quiser! Seja feliz, mas seja sempre você!

Beijo, abraço e aperto de mão.

Naná Campos

fb.com/nanacamposs

instagram: @nanacamposart

 

15049659_1013061855469826_1051666739_n

Obs.: todas as imagens são do arquivo pessoal de Naná Campos.

Anúncios